Empresas chinesas acatam sanções contra Rússia - Plataforma Media

Empresas chinesas acatam sanções contra Rússia

Uma análise do Peterson Institute for International Economics (PIIE) indica que, apesar do apoio tácito prestado por Pequim a Moscovo, os exportadores chineses parecem reconhecer os riscos de violar as sanções impostas contra a Rússia pelo Ocidente.

No relatório, o grupo de reflexão (think tank), com sede em Washington, apontou que as empresas chinesas temem ser alvos colaterais e perder o acesso a tecnologia, bens e moeda dos países ocidentais, caso violem a proibição de exportar bens sensíveis para a Rússia, nomeadamente componentes e alta tecnologia, como semicondutores, considerados cruciais para os esforços de guerra.

Entre janeiro e junho, as exportações da China para a Rússia caíram 38%, face ao semestre anterior. Em comparação, as vendas para a Rússia entre os países que impuseram sanções contra Moscovo – sobretudo as nações europeias e os Estados Unidos — caíram, em média, 60%.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Este artigo está disponível em: English

Assine nossa Newsletter