Ucrânia queixa-se de "tratamento de segunda classe" por parte de alguns países da União Europeia - Plataforma Media

Ucrânia queixa-se de “tratamento de segunda classe” por parte de alguns países da União Europeia

O ministro ucraniano dos Negócios Estrangeiros, Dmytro Kuleba, criticou o que entende ser “tratamento de segunda classe” à Ucrânia por alguns países da União Europeia nesta quinta-feira, depois de o chanceler alemão Olaf Scholz ter afirmado que a tentativa do país devastado pela guerra se juntar ao bloco não pode ser acelerada.

“A ambiguidade estratégica sobre a perspectiva europeia da Ucrânia praticada por algumas capitais da UE nos últimos anos falhou e deve acabar”, escreveu Kuleba no Twitter, referindo que isso “apenas encorajou” o presidente russo, Vladimir Putin.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Artigos relacionados
Política

Moscovo acusa Alemanha de 'histeria russofóbica'

Sociedade

Fotojornalista foi "executado a sangue-frio" por tropas russas

Política

Ucrânia e Rússia negociarão na Turquia sobre cereais

Política

Rússia diz que Ucrânia não tentou recomeçar negociações de paz

Assine nossa Newsletter