"É inaceitável que exista tanta subnutrição infantil e pobreza em Timor" - Plataforma Media

“É inaceitável que exista tanta subnutrição infantil e pobreza em Timor”

Eleito com mais de 60% dos votos, liderou a resistência diplomática contra a Indonésia, foi Prémio Nobel da Paz, primeiro-ministro e agora chefe de estado. José Ramos Horta diz que o caminho não foi fácil, mas faz um balanço positivo destes 20 anos.

“20 anos é pouco na vida de um país, sobretudo de um país que nasceu de 24 anos de um conflito muito violento, de uma grande tragédia que chega ao genocídio, como já foi classificado no passado, e total destruição de infraestruturas que existiam. Foi preciso primeiro reconciliar os corações, sarar feridas, normalizar relações com a Indonésia, construir um estado onde não existia, construir as instituições do estado e lançar as bases da economia e desenvolvimento”, disse, em declarações à TSF.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
PolíticaTimor-Leste

Xi Jinping felicita Presidente José Ramos-Horta 

PolíticaTimor-Leste

José Ramos-Horta eleito Presidente da República pela segunda vez

PolíticaTimor-Leste

Eleições: José Ramos-Horta critica “incapacidade” do Governo

PolíticaTimor-Leste

Ramos-Horta tem o dobro dos votos de Lú-Olo, mas não evita a 2.ª volta

Assine nossa Newsletter