Início » Portugal poderá voltar a ter 16 mil casos por dia e mais óbitos

Portugal poderá voltar a ter 16 mil casos por dia e mais óbitos

O governo prolongou ontem o estado de alerta até 31 de maio, mantendo uma única medida restritiva: o uso de máscara em unidades de saúde, lares e transportes públicos. Todas as outras já foram abolidas, até a gratuitidade nos testes de diagnóstico. Passo a passo e em pouco mais de dois meses, o país tem voltado a ter uma vida o mais normal possível e tentando aliviar-se os custos económicos e sociais.

Só que, desde meio de fevereiro, não consegue baixar a incidência da covid-19 para os níveis esperados, 960 casos por 100 mil habitantes; não consegue baixar a média diária de casos, que tem oscilado sempre entre os 8 mil e os 12 mil, podendo ainda aumentar mais nos próximos 14 dias; nem atingir os 20 óbitos por milhão de habitantes a 14 dias. Na opinião de Carlos Antunes, o professor da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa que integra a equipa que desde o início da pandemia faz a modelação da evolução da doença, “estas metas são para esquecer”, porque tudo aponta para que “este seja o cenário que se irá manter durante o verão”.

Há um preço a pagar por termos mais liberdade

Para o analista de dados, nestes dois meses e pouco, “o vírus já mostrou que continua a ter capacidade para infetar, que ainda está presente, fazendo com que nos mantenhamos em alerta”. Apesar de tudo, diz, Portugal conseguiu atingir um equilíbrio entre o ter mais liberdade, à custa do mesmo número de casos.

Leia mais em Diário de Notícias

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!