Início Política Negociações com a Rússia. Ucrânia exige cessar-fogo

Negociações com a Rússia. Ucrânia exige cessar-fogo

A delegação da Ucrânia que se encontra nesta segunda-feira de manhã no local onde vão decorrer as negociações com a Rússia vai exigir um cessar-fogo “imediato” e a retirada das tropas russas, anunciou a presidência ucraniana.

“A delegação ucraniana chegou à zona junto à fronteira entre a Ucrânia e a Bielorrússia para participar nas negociações” pelas 09:00 em Lisboa, indicou a presidência da Ucrânia através de um comunicado.

“A ‘questão chave’ é o cessar-fogo imediato e a retirada das tropas do território ucraniano”, refere o mesmo documento.

Entretanto, na última hora o conselheiro do Kremlin, Vladimir Medinski, disse que Moscovo quer encontrar “um acordo” durante as conversações com Kiev.

“A cada hora que o conflito se prolonga, são os cidadãos e os soldados ucranianos que morrem. Concordamos em chegar a um acordo mas deve ser do interesse das duas partes”, disse Medinski à televisão russa.

Zelensky reitera pedido para adesão ucraniana à UE “sem demora”

Também esta segunda-feira, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, reiterou o pedido à União Europeia (UE) para que aceite “sem demora” a adesão da Ucrânia, que luta há cinco dias contra uma invasão russa.

“Estamos a dirigir-nos à UE relativamente à integração da Ucrânia sem demora através de um novo procedimento especial”, disse Zelensky num discurso em vídeo, citado pela agência francesa AFP.

“Tenho a certeza de que é correto. Tenho a certeza de que é possível”, disse o Presidente da Ucrânia.

Zelensky já tinha pedido à UE a integração imediata da Ucrânia no sábado.

“Está na hora de encerrar, de uma vez por todas, a longa discussão e decidir sobre a adesão da Ucrânia à União Europeia”, escreveu então Zelensky na rede social Twitter, depois de ter falado ao telefone com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

Leia mais em Diário de Notícias

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!