Proposta de lei determina seis concessões e prazos de dez anos

Proposta de lei determina seis concessões e prazos de dez anos

A nova proposta de lei do jogo está pronta para dar entrada na Assembleia Legislativa. O documento foi apresentado na sexta-feira e propõe seis concessões, bem como a redução do prazo de 20 para dez anos. O imposto sobre as receitas mantém-se em 35 por cento, enquanto que os junkets serão regulados por uma lei própria

Terminou a discussão do Conselho Executivo em torno da nova proposta de lei do jogo, o que significa que o documento está finalmente pronto para entrar na Assembleia Legislativa (AL), depois de vários anos de espera e silêncio.

Em conferência de imprensa na sexta-feira, André Cheong, porta-voz do Conselho Executivo, apresentou os principais detalhes da proposta de lei, que determina a manutenção das seis concessões de jogo, proibindo subconcessões. Além disso, as licenças passam a ser atribuídas por um período de dez anos, ao invés dos actuais 20, podendo ser renováveis por um máximo de três anos. A lei actual prevê a renovação da licença por um período máximo de cinco anos.

Leia mais em Hoje Macau

Artigos relacionados
MacauPolítica

Jogo: Governo recua na proposta para acabar com casinos-satélite

MacauSociedade

Em Macau, assédio sexual continua a ser tabu

EconomiaMacau

Consultora Bernstein alerta para “novas adversidades” no setor Jogo

EconomiaMacau

Chefe do Executivo de Macau vai fixar receitas mínimas por mesa

Assine nossa Newsletter