“Trabalhadores fantasmas” estão fora de Angola mas recebem salários - Plataforma Media

“Trabalhadores fantasmas” estão fora de Angola mas recebem salários

O Sindicato Nacional de Professores de Angola (SINPROF denunciou hoje a existência de “trabalhadores fantasmas” fora do país que recebem salários sem prestar serviço ao Ministério da Educação.

De acordo com o secretário do SINPROF, Admar Jinguma, os filiados do sindicato têm feito várias denúncias ao órgão de tutela mas que, “infelizmente não têm merecido a atenção devida”, acrescentado que estas denúncias são feitas por colegas com quem os mesmos trabalham.

“Todos os meses sai um mapa de efectividade com os seus salários mensais o que revela a existência de pessoas que facilitam este processo. Estes indivíduos devem ser responsabilizados”, disse o síndico em declarações à Rádio Nacional de Angola.

Leia mais em Jornal de Angola

Assine nossa Newsletter