O polémico abate de jumentos no Brasil para produção de remédio na China - Plataforma Media

O polémico abate de jumentos no Brasil para produção de remédio na China

Produção de composto medicinal na China, que não tem comprovação científica de eficácia, gerou busca pelo jumento no Nordeste do Brasil.

A população de Amargosa, cidade do centro-sul da Bahia, sofre com um dilema envolvendo o jumento, o jegue, uma tradicional espécie do Brasil e símbolo histórico da luta diária do sertanejo. O município, a 119 km de Salvador, se tornou dependente de um mercado que cresce a cada ano, mesmo sob a acusação de colocar a existência do animal em risco.

Na cidade funciona o Frinordeste, hoje o principal frigorífico de abate de jumentos do país, que pertence à JBS, mas foi arrendado por dois cidadãos chineses e um brasileiro. Nele, cerca de 1,2 mil animais são abatidos todas as semanas para posterior exportação à China, segundo funcionários ouvidos sob a condição de anonimato.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Assine nossa Newsletter