Francisco Assis: "Teletrabalho veio para ficar." - Plataforma Media

Francisco Assis: “Teletrabalho veio para ficar.”

Horas depois da publicação da lei que regula o teletrabalho obrigatório entre os dias 2 e 9 de janeiro, na semana de contenção por causa da Covid-19, o presidente do Conselho Económico e Social (CES) está à espera que surjam alguns problemas na aplicação da lei, mas confia que tudo se vai resolver.

“Estamos perante legislação nova e uma realidade completamente distinta daquela que estávamos habituados até aqui”, diz, em declarações à TSF.

“É natural que haja, num primeiro momento, algumas dificuldades na aplicação da legislação, mas eu estou absolutamente certo que, com sensatez na aplicação da legislação, nós ultrapassaremos essas dificuldades”, garante, sublinhando que “em tudo o que é novo há sempre alguma coisa de inquietante”. Contudo, o presidente do CES está “absolutamente convencido” de que os problemas se irão resolver “se prevalecer esse bom senso”.

Horas depois da publicação da lei que regula o teletrabalho obrigatório entre os dias 2 e 9 de janeiro, na semana de contenção por causa da Covid-19, o presidente do Conselho Económico e Social (CES) está à espera que surjam alguns problemas na aplicação da lei, mas confia que tudo se vai resolver.

“Estamos perante legislação nova e uma realidade completamente distinta daquela que estávamos habituados até aqui”, diz, em declarações à TSF.

“É natural que haja, num primeiro momento, algumas dificuldades na aplicação da legislação, mas eu estou absolutamente certo que, com sensatez na aplicação da legislação, nós ultrapassaremos essas dificuldades”, garante, sublinhando que “em tudo o que é novo há sempre alguma coisa de inquietante”. Contudo, o presidente do CES está “absolutamente convencido” de que os problemas se irão resolver “se prevalecer esse bom senso”.

Leia mais em TSF

Assine nossa Newsletter