Rússia e China ampliam cooperação militar para enfrentar os EUA - Plataforma Media

Rússia e China ampliam cooperação militar para enfrentar os EUA

Em meio à crise em torno da Ucrânia e à perene tensão entre Pequim e Washington no Oriente, a Rússia de Vladimir Putin e a China de Xi Jinping assinaram uma ampliação em sua cooperação militar visando conter os EUA e seus aliados.

Não se trata de uma aliança de fato, mas ambos os países concordaram em expandir seus exercícios estratégicos e patrulhas aéreas em toda a região do Indo-Pacífico. Além disso, foi renovado acordo para que russos auxiliem chineses a monitorar lançamentos de mísseis nucleares contra seu território.

O movimento ocorre no momento em que a turbulência no Leste Europeu cresce dia a dia. Nesta quarta (24), tanto o Kremlin quanto Kiev iniciaram exercícios militares em meio a acusações mútuas de provocações visando iniciar uma guerra, que os EUA dizem poder ser iminente.

O ministro da Defesa russo, Serguei Choigu, disse em videoconferência com seu colega chinês Wei Fenghe que o aumento da atividade de bombardeiros americanos não ocorre só na Europa, mas também no mar de Okhotsk.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Assine nossa Newsletter