Opas alerta sobre uso excessivo de antibióticos durante a pandemia

Opas alerta sobre uso excessivo de antibióticos durante a pandemia

O excessivo uso de antibióticos na pandemia pode tornar-los ineficazes para doenças comuns, alertou nesta ontem a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), que confirmou uma diminuição de mortes por Covid-19 na América Latina e no Caribe

Opas adverte do uso excessivo de antibióticos durante pandemia. Os antibióticos são medicamentos que salvam vidas, mas devem ser usados com responsabilidade porque “as bactérias podem desenvolver resistência e tornar esses medicamentos ineficazes com o tempo, na verdade, é exatamente o que estamos vendo”, disse Carissa Etienne, diretora da Opas.

De 90 a 100% dos pacientes hospitalizados por covid-19 receberam um antibiótico quando na realidade “apenas 7% desses pacientes tiveram uma infecção secundária que exigia o uso desses fármacos”, afirmou ela em coletiva de imprensa.

Segundo Etienne, países como Argentina, Equador, Guatemala e Paraguai relatam um aumento nas infecções resistentes aos medicamentos.

Portanto, a organização exige o uso responsável dos antibióticos e pede aos países que proíbam sua venda sem prescrição médica.

Metade da população da América Latina e do Caribe foi totalmente vacinada contra o coronavírus, mas muitos países estão ficando para trás, apontou Etienne.

Menos de 20% das pessoas estão totalmente imunizadas na Guatemala, Jamaica e São Vicente e Granadinas, enquanto na Nicarágua e no Haiti a porcentagem não chega a 10%, diz ela.

O número de novos casos de covid-19 caiu em 5%, para quase 760 mil nas Américas na semana passada, e as mortes relacionadas à doença caíram em cerca de 17%, para 12.800.

O responsável pelo monitoramento da pandemia da Opas, Sylvain Alighieri, não descarta que “o vírus se torne endêmico, mas isso levará anos” e nesse meio tempo haverá surtos inclusive em locais com altas taxas de vacinação.

Porque, conforme lembra ele, a principal função da vacinação é reduzir as formas graves da doença e as mortes, não a transmissão.

Related posts
MundoSociedade

Mundo com cada vez mais medidas contra a Ómicron

MundoSociedade

Facebook desmantela redes de desinformação vinculadas à Covid

MacauPolítica

Governo quer desenvolver turismo de saúde a partir do novo hospital

MundoSociedade

Biden acredita que fim da transmissão do HIV está 'ao alcance'

Assine nossa Newsletter