Conversa telefónica histórica entre a China e Israel - Plataforma Media

Conversa telefónica histórica entre a China e Israel

O Presidente israelita Isaac Herzog teve uma conversa telefónica com o seu homólogo chinês Xi Jinping, inédito na história das relações entre os dois países, e na qual foi abordado o programa nuclear iraniano, indicou a presidência israelita

Uma conversa telefónica histórica entre China e Israel. A conversa “decorreu num espírito amigável e positivo”, sublinhou a presidência em comunicado.

Diversos Presidentes israelitas já se deslocaram à República Popular da China desde o estabelecimento das relações diplomáticas em 1992, mas foi a primeira vez que os chefes de Estado dos dois países se contactaram telefonicamente, segundo a mesma fonte.

Entre diversos assuntos, Herzog e Xi discutiram as “oportunidades de reforçar as relações bilaterais” sino-israelitas “por ocasião do 30º aniversário [em 2022] do estabelecimento das relações diplomáticas”.

Em paralelo, trocaram convites para visitarem os respetivos países e assinalarem esse aniversário.

Os dois Presidentes também abordaram as “questões estratégicas mundiais e regionais”, incluindo o complexo tema do nuclear iraniano.

“O Presidente Herzog sublinhou a necessidade de impedir o Irão de garantir as suas capacidades nucleares”, indicou o texto.

Após cinco meses de suspensão, as negociações de Teerão e de outros países que ainda integram o acordo de 2015 (Alemanha, China, França, Reino Unido e Rússia) devem ser retomadas em Genebra em 29 de novembro, numa tentativa de relançar o processo.

Este acordo internacional prevê uma drástica limitação do programa nuclear iraniano em troca de uma suavização das pesadas sanções impostas ao Irão, que insiste no caráter pacífico do seu programa.

Os Estados Unidos, que se retiraram unilateralmente do acordo em 2018 e restabeleceram sanções ao Irão, vão participar de forma indireta nas conversações de Viena.

Após a retirada de Washington, Teerão optou por se afastar progressivamente dos compromissos firmados no acordo de 2015.

Related posts
MundoPolítica

Israel bombardeia porto sírio de Latakia

MundoPolítica

Clima torna-se tema de 'segurança nacional' em Israel

MundoPolítica

Merkel apoia Israel apesar de divergências na questão palestiniana

MundoPolítica

Israel propõe “plano de desenvolvimento” para a Faixa de Gaza

Assine nossa Newsletter