Guedes admite que economia vai desacelerar diante de alta dos juros -

Guedes admite que economia vai desacelerar diante de alta dos juros

ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu que a economia irá desacelerar, mas afirmou que isso é “normal” num contexto em que os juros básicos vão subir “um pouco” no combate à inflação.

Guedes disse que a inflação vai surgir com força nos Estados Unidos, o que fará com que bancos centrais do mundo inteiro, incluindo o brasileiro, passem aperto.

“Todo mundo vai ter que recuar, só que acho que Brasil tem dinâmica de investimentos, como se fosse a curva em S, investimento real disparando, então os juros vão subir, porque nós estamos freando, estamos desacelerando um pouco o crescimento”, disse nesta quinta (11) ao participar da conferência Itaú Macro Vision, organizada pelo Itaú Unibanco.

“É completamente diferente do problema deles [EUA], o problema deles é que já estavam em desaceleração sincronizada, e, na hora em que estão tentando um ‘rebound’ [retomada], a inflação vem com tudo, eles estão sem dinâmica de crescimento. O tempo vai dizer”, complementou.

Guedes afirmou ainda que há “muita paixão” na avaliação de que a PEC (proposta de emenda à Constituição) dos Precatórios é um calote, defendendo que ela “evidentemente não é” e destacando que o governo está bastante esperançoso após sua aprovação em dois turnos na Câmara dos Deputados.

A PEC dá calote em dívidas judiciais da União e se tornou prioridade do Executivo para garantir o pagamento do Auxílio Brasil de R$ 400 de dezembro até o final de 2022, ano em que Bolsonaro deve disputar a reeleição, além de abrir espaço para outros gastos federais. Pela proposta, cerca de R$ 90 bilhões devem ser liberados para despesas no próximo ano.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Assine nossa Newsletter