Quase metade dos idosos chamados por SMS faltam à vacinação -

Quase metade dos idosos chamados por SMS faltam à vacinação

Vacinação em simultâneo contra a covid-19 e a gripe com baixa adesão nos maiores de 80 anos. Dificuldades em responder e de deslocação. Responsáveis pedem reforço da proximidade.

Dificuldades em ler e responder às mensagens, acrescido de problemas de deslocação, estão a fazer com que muitos idosos não estejam a ser imunizados contra a gripe e a covid-19. A taxa de resposta às convocatórias por SMS para vacinação em simultâneo, em curso para os maiores de 80 anos, é da ordem dos 60%. Em linha com que o que aconteceu no arranque da campanha de imunização contra a covid-19. Responsáveis pedem mais proximidade no processo.

Os dados são avançados ao JN pelo presidente da Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar (USF-AN): “Temos uma elevada taxa de faltas. Estamos a vacinar a 60% do que devíamos. Estão 40% a faltar, ou mais. Estamos atrasados”. Uma taxa, explica Diogo Urjais, em linha com a registada no início da vacinação contra a covid-19 nas idades mais avançadas. Atualmente, a convocatória e o autoagendamento decorrem para os maiores de 80 anos.

Leia mais em Jornal de Notícias

Assine nossa Newsletter