GP de Macau só com pilotos locais, de Hong Kong e da China

GP de Macau só com pilotos locais, de Hong Kong e da China

A 68.a edição do Grande Prémio de Macau decorre entre 19 e 21 de novembro e desta vez vai contar apenas com pilotos locais, da China e de Hong Kong, disse o presidente do Instituto do Desporto (ID), Pun Weng Kun

Este ano, o GP de Macau só terá pilotos locais. À margem da conferência de imprensa de apresentação do evento, o responsável esclareceu que a organização, devido à situação pandémica, decidiu deixar de fora desta edição os pilotos estrangeiros, apesar de alguns terem manifestado desejo de vir a Macau, mesmo havendo quarentena.

 “O facto de o Grande Prémio poder ser realizado como programado transmite uma clara mensagem de que Macau é uma cidade vibrante e segura, capaz de organizar um grande evento automobilístico que, por sua vez, ajudará as indústrias do turismo, hotelaria e restauração. Ao mesmo tempo, os efeitos positivos associados promovem o desenvolvimento de vários sectores e aceleram o ritmo da recuperação económica”, disse o também Coordenador da Comissão Organizadora.

Estão inscritos mais de 100 pilotos para participarem nas seis corridas previstas no programa: Grande Prémio de Fórmula 4, Taça GT, Corrida da Guia, Taça de Carros de Turismo, Taça GT Grande baía e Taça Porsche Carrera. Tal com na edição do ano anterior, este ano não haverá prova de motociclismo.

Leia mais em TDM

Related posts
DesportoMacau

GP marcado pelo segundo ano consecutivo por restrições

DesportoMacau

133 pilotos participam na edição deste ano do Grande Prémio

DesportoMacau

Taça Porsche sai do programa do Grande Prémio de Macau

ChinaDesporto

Rodolfo Ávila vence campeonato TCR China 2021

Assine nossa Newsletter