NATO quer mudanças para lidar com ascensão da China

NATO quer mudanças para lidar com ascensão da China

O secretário-geral da NATO disse numa entrevista ao jornal FT que lidar com a “ameaça à segurança” que acarreta a ascensão da China vai ser parte importante do futuro da Organização do Tratado do Atlântico Norte

Numa entrevista ontem publicada, Jens Stoltenberg referiu que a ascensão do país asiático já está a ter impacto na segurança europeia, face às suas capacidades cibernéticas, novas tecnologias e mísseis de longo alcance.

Como defender os aliados dessas ameaças vai ser abordado de forma “integral” na nova doutrina da aliança para a próxima década, apontou.

“A NATO é uma aliança da América do Norte com a Europa. Mas esta região enfrenta desafios globais: terrorismo, cibersegurança, mas também a ascensão da China. Portanto, quando se trata de fortalecer a nossa defesa colectiva, trata-se também de como lidar com a ascensão da China”, disse Stoltenberg, citado pelo Financial Times.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
ChinaMacau

Macau defende constituição de conselhos de defesa da segurança nacional

ChinaPolítica

Washington quer reforçar posição militar contra China e Rússia

ChinaPolítica

China assina acordo para reforço da colaboração militar com Rússia

MundoPolítica

Austrália assina acordo de submarinos com EUA e Reino Unido

Assine nossa Newsletter