Taxa de ocupação hoteleira em Macau cai 37,6% em agosto

Taxa de ocupação hoteleira em Macau cai 37,6% em agosto

A taxa de ocupação média hoteleira em Macau desceu 37,6% em agosto, quando comparada com a do mês anterior, anunciou hoje a Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC)

Os hotéis e pensões hospedaram 697 mil pessoas em julho e em agosto o número desceu para 435 mil.

A taxa de ocupação média (…) foi de 38,4%, mais 25,1 pontos percentuais, em termos anuais, contudo, diminuiu 25,3 pontos percentuais, face à de julho”, indicou a DSEC.

As autoridades explicam a descida com o “reforço da inspeção exigida para a entrada e saída” do território, no âmbito das políticas de prevenção face à pandemia de covid-19.

Entre janeiro e agosto, a taxa de ocupação média foi de pouco mais de metade, adianta-se em comunicado.

Em fevereiro, a responsável pela Direção dos Serviços de Turismo (DST), Maria Helena de Senna Fernandes, estimou que Macau venha a receber este ano entre seis e dez milhões de visitantes, o que traduziria perdas entre 74% e 84% comparativamente aos 39,4 milhões de visitantes registados em 2019.

A capital mundial do jogo, cujos casinos e indústria turística foi fortemente afetada pela pandemia, identificou 71 infetados, desde o início de 2020.

A covid-19 provocou pelo menos 4.752.875 mortes em todo o mundo, entre 232,27 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência de notícias France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Related posts
Macau

Receitas caíram quase 80 por cento em 2020

ChinaEconomia

Setor manufatureiro da China cresce ao ritmo mais lento desde maio de 2020

EconomiaMacau

Ocupação média hoteleira a menos de metade, em junho

ChinaSociedade

China deve continuar a registar queda de nascimentos

Assine nossa Newsletter