Prémios para os campeões do US Open descem. Confira os valores

Prémios para os campeões do US Open descem. Confira os valores

Aumentam, por outro lado, os prémios para as três primeiras rondas do torneio norte-americano

O prémio para os vencedores do Open de ténis dos Estados Unidos deste ano vai ser cerca de 35% mais baixo que o da edição de 2019, anunciou esta segunda-feira a Associação de Ténis dos Estados Unidos (USTA).

Em contrapartida, aumentam os prémios para as três primeiras rondas do torneio norte-americano do Grand Slam, segundo os organizadores.

Um ano depois de proibir a presença de público, por causa da pandemia de covid-19 e baixar os prémios por não ter receitas de bilheteira, a USTA avança agora com um orçamento global de 57,5 milhões de dólares, um pouco mais que os 57,2 milhões de 2019 e acima dos 53,4 milhões de 2020.

Os vencedores individuais ganham 2,5 milhões, contra os 3 milhões há um ano e os 3,85 há dois anos. É a quantia mais baixa em Flushing Meadows desde 2012, quando o valor foi de 1,9 milhões.

Para os finalistas derrotados o prémio é agora 1,2 milhões, contra 1,5 no ano passado e 1,9 há dois anos. Também é preciso recuar a 2012 para se encontrar um cheque de 950 mil dólares.

Leia mais em O Jogo

Artigos relacionados
Desporto

Roland Garros começa sem favoritismo de Nadal e holofotes em Alcaraz

DesportoPortugal

De convidados a campeões no Estoril Open

DesportoSociedade

Justiça britânica condena ex-tenista Boris Becker a 2 anos e meio de prisão

Desporto

Nadal vence Kyrgios e vai às semifinais de Indian Wells

Assine nossa Newsletter