Ações de tecnológicas da China afundam com nova lei de proteção de dados - Plataforma Media

Ações de tecnológicas da China afundam com nova lei de proteção de dados

Lei chinesa vai definir padrões sobre como os dados pessoais confidenciais podem ser processados e exigir que as plataformas da Internet estabeleçam “sistemas robustos de conformidade de proteção de informações pessoais”.

As ações das principais empresas de tecnologia da China afundaram esta sexta-feira, depois de o país aprovar uma lei de proteção dos dados, gerando novas preocupações entre os investidores sobre a intensidade da repressão regulatória de Pequim.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng Tech, que reúne as maiores empresas do setor da Internet e comércio eletrónico da China, incluindo os grupos Tencent e Alibaba, caiu 4,5%, depois de a agência noticiosa oficial Xinhua ter anunciado que a lei foi aprovada e entra em vigor no início de novembro.

O despacho da Xinhua deu poucos detalhes sobre o conteúdo da lei, mas informou que vai definir padrões sobre como os dados pessoais confidenciais podem ser processados e exigir que as plataformas da Internet estabeleçam “sistemas robustos de conformidade de proteção de informações pessoais”.

A mesma fonte enfatizou que as empresas “não devem coletar excessivamente informações pessoais”.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Assine nossa Newsletter