Salário médio sobe 5,1%. Dispara nas empresas mais penalizadas pela pandemia - Plataforma Media

Salário médio sobe 5,1%. Dispara nas empresas mais penalizadas pela pandemia

INE atribui melhoria ao fim do lay-off, que em junho já abrangia apenas 3% das empresas.

O salário médio bruto nacional, incluindo todos os subsídios e complementos, estava em junho a crescer 5,1% face ao mesmo mês de 2020, ficando nos 1395 euros, avança nesta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística.

A informação reunida pelo INE, com base nas remunerações declaradas de 4,2 milhões de trabalhadores à Segurança Social e Caixa Geral de Aposentações, coloca também a média de salário-base bruto nos 1046 euros, crescendo 4,2%, e a média salarial que inclui complementos mas não subsídios de férias ou de Natal nos 1112 euros, aumentando 4,6%.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Assine nossa Newsletter