Elefantes que vagueiam pela China há meses voltam a "casa" - Plataforma Media

Elefantes que vagueiam pela China há meses voltam a “casa”

Elefantes selvagens que deambulam pela província de Yunnan, no sudoeste da China, há mais de três meses, retornaram a um habitat “mais apropriado”, de acordo com especialistas chineses citados pela agência noticiosa oficial Xinhua.

Os animais iniciaram uma migração, em maio passado, a partir de uma reserva natural em Xishuangbanna, região conhecida pela sua selva tropical e clima de monções, rumo ao norte da província.

Não é claro o que levou os elefantes a iniciar esta caminhada.

No domingo, os paquidermes conseguiram cruzar o rio Yuanjiang, em direção ao sul, no maior obstáculo que tiveram para continuar o seu retorno a um habitat mais favorável.

A chegada da estação das chuvas na região, em julho passado, dificultou a sua travessia, já que o caudal do rio aumentou consideravelmente.

De acordo com a Xinhua, as autoridades bloquearam a margem do rio com dezenas de camiões, para impedir a passagem dos elefantes, forçando-os a continuar a jornada até uma ponte, que permitiu a travessia sem complicações.

Chen Mingyong, investigador de elefantes da Universidade de Yunnan, garantiu que o rio Yuanjiang é a “linha divisória” que marca o “meio ambiente adequado para a vida dos elefantes”, informou a agência.

No norte, o clima é “mais frio e há menos comida”, explicou Chen, enquanto a bacia do rio Yuanjiang, onde se encontram agora “tem bastante comida, mas não há espaço suficiente para se esconderem”.

De acordo com Chen, os habitats dos elefantes podem ser divididos em quatro categorias: “altamente apropriado, apropriado, normal e inapropriado”.

Os paquidermes estão agora num local apropriado.

As autoridades da província deslocaram um total de 150.000 habitantes para evitar incidentes com os elefantes e forneceram 180 toneladas de comida aos animais durante a sua migração.

As imagens dos elefantes a deambular pelas montanhas de Yunnan atraíram a atenção da imprensa e redes sociais chinesas e internacionais nos últimos meses.

A imprensa estatal informou que vivem em Yunnan 300 elefantes asiáticos selvagens, sob o nível de proteção estatal A, o mais alto da China. Em 1980, eram 107.

Assine nossa Newsletter