Estados Unidos identificam líder do Estado Islâmico em Moçambique - Plataforma Media

Estados Unidos identificam líder do Estado Islâmico em Moçambique

Os Estados Unidos divulgaram na sexta-feira o nome de cinco líderes terroristas em África, entre os quais, o do líder do Estado Islâmico em Moçambique, Bonomade Machude Omar, também conhecido como Abu Sulayfa Muhammad e Ibn Omar.

“Bonomade Machude Omar, também conhecido como Abu Sulayfa Muhammad e Ibn Omar, lidera os departamentos de Assuntos Militares e Externos do ISIS-Moçambique e atua como comandante sénior e coordenador principal de todos os ataques realizados pelo grupo no norte de Moçambique, bem como facilitador principal e canal de comunicação para o grupo”, revela um comunicado emitido pelo gabinete do secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken.

Para além de Bonomade Machude Omar, o Departamento de Estado norte-americano aponta os nomes de Sidan ag Hitta, Salem ould Breihmatt, Ali Mohamed Rage e Abdikadir Mohamed Abdikadir, que designa como “Terroristas Globais Especialmente Designados (SDGTs)”.

“Durante o ataque de março de 2021 a Palma, [Bonomade Machude] Omar liderou um grupo de combatentes, enquanto Abu Yasir Hassan, líder do ISIS-Moçambique, liderou outro grupo de combatentes”, afirma o Departamento de Estado.

Omar “também liderou o ataque ao Hotel Amarula em Palma” e “foi responsável por ataques na província de Cabo Delgado, em Moçambique, e na região de Mtwara, na Tanzânia”, acrescenta o gabinete de Blinken.

Sidanag Hitta, também conhecido como Abu Qarwaniand Abu Abdelhakim al-Kidali, é um líder sénior e comandante responsável pela região de Kidal no Mali dentro de Jama’at Nasr al-Islam wal Muslimin (JNIM), revela o mesmo texto.

“Hitta estava entre os responsáveis pelo ataque de 20 de janeiro de 2019 à base da MINUSMA em Aguelhoc, região de Kidal, no Mali. Também foi responsável por reféns na região de Kidal”, acrescenta.

Salem ould Breihmatt, também conhecido como Abu Hamza al-Shanqitiand Hamza al-Mauritani, é um líder sénior do JNIM e emir de Arbinda e Serma na região de Mopti do Mali. Também é encarregado de supervisionar o JNIM no Burkina Faso e é um especialista e instrutor em explosivos, diz o Departamento de Estado.

Ali Mohamed Rage, também conhecido como Ali Dheere, é o porta-voz da al-Shabaab e um líder sénior do grupo. Substituiu o principal porta-voz do xeque Mukhtar Robowas al-Shabaab em maio de 2009. Rage esteve envolvido no planejamento de ataques que visaram áreas no Quénia e na Somália.

Abdikadir Mohamed Abdikadir, também conhecido como Ikrima, é um facilitador e planejador operacional. Em novembro de 2019, Abdikadir era um líder sénior da al-Shabaab e actuou como Chefe de Operações e Logística. Abdikadir também tinha dirigido o planeamento de ataque anterior a al-Shabaab.

Os Estados Unidos bloquearam “todas as propriedades e interesses” dos terroristas designados e alertam “podem estar sujeitos” ao mesmo procedimento todos os que participarem em “certas transações” com os mesmos.

Por outro lado, “qualquer instituição financeira estrangeira que conscientemente facilite uma transação financeira significativa ou forneça serviços financeiros significativos às pessoas hoje designadas pode estar sujeita a sanções na sua correspondente conta bancária ou naquela utilizada como meio de pagamento nos Estados Unidos”, acrescenta o texto.

Assine nossa Newsletter