Entre 53 países, Portugal está em 31.º na resposta à pandemia - Plataforma Media

Entre 53 países, Portugal está em 31.º na resposta à pandemia

Um ranking mensal sobre os países mais resilientes na resposta à pandemia da doença covid-19, com base em diversos fatores, coloca Portugal na 31.ª posição entre 53 países analisados.

O “Covid Resilience Ranking” (na designação original) é desenvolvido e divulgado mensalmente pela “Bloomberg”, com base na análise de 12 critérios (sanitários, políticos e sociais), nomeadamente o número de casos por cada 100 mil habitantes no último mês, o total de mortes por um milhão de habitantes, a taxa de testes positivos, o acesso às vacinas, a qualidade dos cuidados de saúde, a mobilidade das populações ou as previsões de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2021.

Na edição divulgada esta quarta-feira, o ranking é liderado pela Noruega que, segundo a “Bloomberg”, é o país que está a conseguir traçar, neste momento, o melhor caminho para uma futura normalização pós-pandemia.

Na análise global dos 12 critérios, a Noruega obtém uma pontuação no índice de resiliência de 77,2 em 100, sendo seguida pela Suíça e pela Nova Zelândia.

Os EUA foram os grandes destronados face ao mês anterior e estão agora na quinta posição, com uma pontuação no índice de resiliência de 74.

“O reinado dos EUA como o melhor lugar para se estar na era covid-19 durou pouco. A sua campanha de vacinação estagnou e os novos casos, potenciados pela variante Delta, aumentaram novamente em julho, provocando novas restrições em algumas partes do país, embora os óbitos continuem a ser uma fração do que foram em anteriores vagas”, referiu a Bloomberg.

Leia mais em Jornal de Notícias

Related posts
PortugalSociedade

Uso de máscara obrigatório em instituições de ensino superior

DesportoPortugal

Lotação dos recintos desportivos sobe para metade

CulturaPortugal

Festas de Barrancos canceladas pelo segundo ano consecutivo

PortugalSociedade

Apenas 0,3% das pessoas com vacinação completa foram infetadas

Assine nossa Newsletter