Presidente do COI diz que Jogos de Tóquio geraram dúvidas e 'noites sem dormir'

Presidente do COI diz que Jogos de Tóquio geraram dúvidas e ‘noites sem dormir’

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, revelou nesta terça-feira que enfrentou “dúvidas” e “noites sem dormir” em relação à organização dos Jogos de Tóquio, que começam nesta semana após o adiamento de um ano de atraso devido à pandemia da covid-19

Durante uma reunião do COI na capital japonesa, Bach admitiu que a decisão sem precedentes de adiar as Olimpíadas acabou sendo mais complicada do que ele esperava. 

Os preparativos para a cerimônia de abertura na sexta-feira foram excepcionalmente desafiadores, já que Tóquio permanece em estado de emergência devido à pandemia e a opinião pública japonesa tem se manifestado amplamente contra o evento, que será realizado sem a presença de público. 

“Nos últimos 15 meses, tivemos que tomar muitas decisões em bases muito incertas. Tínhamos dúvidas todos os dias. Temos deliberado e discutido. Houve noites sem dormir”, disse Bach. 

“Isso também pesou sobre nós, pesou sobre mim. Mas para chegar até hoje tínhamos que dar confiança, tínhamos que mostrar uma saída para essa crise”, destacou. 

Protestos foram realizados durante a presença do dirigente alemão no Japão, onde a última pesquisa do jornal Asahi Shimbun mostrou que 55% dos consultados eram contrários à realização dos Jogos neste momento. 

“Podemos finalmente ver o fim do túnel escuro”, afirmou Bach. 

“O cancelamento nunca foi uma opção para nós. O COI nunca abandona os atletas … nós o fizemos pelos atletas”, concluiu

Related posts
Política

Blinken se reúne com chefe da OMS e demonstra apoio a investigação sobre origem da pandemia

MundoSociedade

América Latina pode enfrentar 'avalanche de problemas de saúde' devido à Covid

BrasilDesporto

Rayssa Leal dispensa festa na chegada ao Brasil

BrasilDesporto

Japonês que venceu Medina nas Olimpíadas é fluente em português e fã de açaí

Assine nossa Newsletter