Vacinas podem levar ao surgimento de variantes do coronavírus? - Plataforma Media

Vacinas podem levar ao surgimento de variantes do coronavírus?

A variante delta se espalha mesmo em países com alta taxa de vacinação, o que dá margem a especulações: estariam imunizantes ligados à contagiosa cepa? Entenda em que cenários é mais provável que surjam variantes.

O número de casos de covid-19 tem aumentado rapidamente no Reino Unido nas últimas semanas. Cerca de 95% dos casos sequenciados são de infecções pela variante delta do coronavírus. E dois terços da população do país já foram vacinados. Para alguns, isso não faz sentido: como a variante pode se espalhar tão rapidamente, apesar das altas taxas de vacinação?

Críticos da vacinação usam este cenário para fins próprios: o micropartido alemão Die Basis (A Base) é uma das muitas fontes que espalha especulações nas redes sociais de que a variante delta pode ter sido causada pelas vacinas contra o novo coronavírus, sem fornecer nenhuma evidência para essa teoria.

Como surgem as variantes de um vírus?

É impossível que a variante delta tenha sido causada por vacinas. Ela foi detectada pela primeira vez em outubro de 2020 no estado indiano de Maharashtra. A primeira pessoa na Índia a ser imunizada, no entanto, recebeu a vacina em janeiro de 2021, três meses após ser detectada a variante delta.

A seguir, explicamos como surgem variantes e por que as vacinas não podem ser consideradas responsáveis por elas.

Leia mais em Istoé

Assine nossa Newsletter