Como os revolucionários chips de 2nm vão "expandir as nossas vidas"? Líder da IBM explica - Plataforma Media

Como os revolucionários chips de 2nm vão “expandir as nossas vidas”? Líder da IBM explica

Novos chips de 2nm permitem “aparelhos mais inteligentes e duradouros que poupam o planeta, expandem negócios e ajudam na escassez de chips”, diz ao Dinheiro Vivo o líder da IBM nesta área dos semicondutores.

Mukesh Khare é vice-presidente da IBM na área de investigação em Hybrid Cloud e um dos líderes do principal consórcio mundial de semicondutores (SRC), mas também um dos responsáveis por uma das maiores descobertas na chamada Hard Tech (tecnologia mais desafiante e avançada do que High Tech) dos últimos anos: os chips de 2nm.

As promessas do novo chip são vistosas: “será capaz de ter 45% melhor performance e 75% menor consumo de energia do que o chip de topo mais comum atualmente, o 7 nm (já existe o de 5nm que equipa apenas o recente iPhone 12 e os novos Huawei).

As aplicações vão muito além de tornar os portáteis ou smartphones mais rápidos e eficientes, embora a possibilidade de expandir a autonomia da bateria em vários dias (4x mais do que o atual) agrada à maioria dos utilizadores.

“São mais vastas do que isso e podem ir dos centros de dados (que consomem 1% da energia mundial) à cada vez maior capacidade e conectividade dos equipamentos na nossa casa (Internet das Coisas) ou nos veículos, permitindo uma mais rápida deteção de objetos, fundamental para os carros-robô”, explica o cientista da IBM que admite “que irá haver uma expansão de novas funcionalidades e negócios, melhorando a computação e ao mesmo tempo reduzindo e pegada de carbono e poupando mais o planeta”.
O especialista indiano, há mais de 20 anos nos EUA (para onde foi para estudar em Yale), admite que este foi um esforço em parceria com várias entidades na área e que começou em 2017, quando a IBM também apresentou o primeiro chip do mundo de 5nm (dois anos antes foi o de 7nm).

Leia mais em Dinheiro Vivo

Related posts
BrasilChina

Brasil e China em diálogo para fortalecer laços de ciência e tecnologia

EconomiaMundo

Iniciativa antimonopólio dos EUA pode revolucionar a Internet e as grandes empresas de tecnologia

FuturoLifestyle

Realidade virtual se desenvolve 'mais rápido do que o previsto', diz Mark Zuckerberg

ChinaFuturo

EUA aprovam plano de 170.000 milhões de dólares para investimentos em tecnologia

Assine nossa Newsletter