Bolsonaro diz que não passará faixa presidencial caso suspeite de fraude em eleições - Plataforma Media

Bolsonaro diz que não passará faixa presidencial caso suspeite de fraude em eleições

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que antevê problemas no ano que vem se não for aprovado o voto impresso auditável para as eleições presidenciais, e disse que não entregará a faixa a um sucessor em caso de suspeita de fraude.

Bolsonaro, que fez da defesa do voto auditável uma de suas principais bandeiras, reforçou o discurso em sua transmissão semanal ao vivo pelas redes sociais e disse que faz não uma ameaça, mas um alerta, caso seja mantido o atual sistema de votação no pleito do ano que vem. Segundo ele, o “povo não vai admitir”.
“Eu entrego a faixa presidencial para qualquer um que ganhar de mim na urna de forma limpa. Na fraude, não”, disse o presidente.

“Vamos para o voto auditável. Esse voto ´mandrake´ aí… não vai dar certo. Vamos ter convulsão no Brasil. Nós vamos ter um problema seríssimo no Brasil. Eu estou fazendo de tudo, avisando com antecedência, para evitar isso aí”, acrescentou.

Bolsonaro fez referência ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que aparece na liderança das pesquisas de intenção de voto no momento, como um suposto beneficário de fraudes.

“Tiraram o ladrão da cadeia. Tornaram o ladrão elegível, no meu entender, para ser presidente, sim, mas na fraude. Porque no voto ele não ganha, não ganha de ninguém, então não vou admitir um sistema fraudável de eleições”, disse.

O presidente reafirmou que não haverá problemas orçamentários para a execução do voto impresso, caso a modalidade seja autorizada pelo Congresso Nacional.

Leia mais em Istoé

Related posts
BrasilPolítica

STF rebate Bolsonaro sobre combate da pandemia e diz que 'uma mentira contada mil vezes não vira verdade'

BrasilCabo Verde

PR de Cabo Verde vai encontrar-se com Bolsonaro para atrair mais investimento brasileiro

BrasilPolítica

Bolsonaro muda discurso sobre fundão eleitoral e sinaliza apoio

BrasilEntrevista

Vice da Câmara diz-se na trincheira contra Bolsonaro e que estuda aval para abrir impeachment como interino

Assine nossa Newsletter