STF: Rosa Weber cita 'grave suspeita' e diz que compra da Covaxin pelo governo Bolsonaro foi 'pouco transparente' - Plataforma Media

STF: Rosa Weber cita ‘grave suspeita’ e diz que compra da Covaxin pelo governo Bolsonaro foi ‘pouco transparente’

Ministra rejeita pedido para anular quebra de sigilo de advogado de empresa que intermediou aquisição da vacina.

A ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal), afirmou que é “grave” a suspeita levantada pela CPI da Covid acerca da compra da Covaxin e classificou as negociações para aquisição do imunizante como “pouco transparentes”.

As afirmações estão na decisão da magistrada em que rejeita o pedido da OAB-DF (Ordem dos Advogados do Brasil do Distrito Federal) e mantém a quebra dos sigilos telefônico e telemático do advogado Tulio Belchior, que teria participado da intermediação entre o Ministério da Saúde e a Precisa Medicamentos.

Segundo Rosa, a compra da Covaxin tem “contornos ainda mais inquietantes” por ter sido realizada com pouca transparência e “em detrimento de imunizantes com eficácia já comprovada e com custo substancialmente inferiores”.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
BrasilSociedade

Covid-19: 58,5% do público-alvo no Brasil recebeu a primeira dose

BrasilSociedade

Covid-19: Rio registra 4 primeiros casos de morte por variante Delta

BrasilEconomia

Desemprego deve continuar alto apesar de recuperação, dizem economistas

BrasilEconomia

Salários serão afetados pela Covid por 9 anos no Brasil, diz Banco Mundial

Assine nossa Newsletter