Governo espanhol aprova fim do uso obrigatório das máscaras no exterior - Plataforma Media

Governo espanhol aprova fim do uso obrigatório das máscaras no exterior

O Governo espanhol decidiu esta quinta-feira que as máscaras deixam de ser de utilização obrigatória no exterior a partir deste sábado, 26 de junho, desde que a distância de segurança de um metro e meio seja respeitada.

O Conselho de Ministros flexibilizou assim as regras que há mais de um ano obrigavam, em qualquer circunstância e espaço, a utilização de máscara.

“As nossas ruas, os nossos rostos, vão começar a recuperar a sua aparência normal nos próximos dias”, disse na semana passada o primeiro-ministro, Pedro Sánchez, quando a medida foi anunciada.

A eliminação da obrigatoriedade de utilizar máscara em espaços exteriores, explicou, é possível porque estão a ser cumpridos “escrupulosamente” todos os objetivos que tinham sido estabelecidos.

A ministra da Saúde, Carolina Darias, explicou na quarta-feira que as máscaras deixarão de ser obrigatórias no exterior, “desde que seja respeitada uma distância de segurança de um metro e meio” entre pessoas, mas sublinhou que cada um terá de as ter “à mão” e utilizá-las nos espaços interiores.

A máscara continuará a ser obrigatória em espaços públicos fechados, tais como bibliotecas, farmácias ou supermercados, e também nos transportes públicos.

A nova regra do Governo espanhol prevê que a máscara é obrigatória em eventos de massas, tais como um jogo de futebol ou concertos, mas pode ser tirada se o espetador estiver sentado e respeitar o metro e meio de distância.

Essa proteção também vai deixar de ser obrigatória nas residências e espaços públicos onde 80% das pessoas esteja vacinada, embora seja obrigatório para os trabalhadores destes centros, assim como para os visitantes.

Assine nossa Newsletter