Hotéis confirmam cancelamentos com saída de Portugal da "lista verde" - Plataforma Media

Hotéis confirmam cancelamentos com saída de Portugal da “lista verde”

Balão de oxigénio para o setor durou apenas 22 dias. A partir de terça-feira o país passa para lista amarela, obrigando os turistas britânicos a quarentena de dez dias no regresso. Portugal diz que “lógica” da decisão “não se alcança”.

Foi sol de pouca dura. O que parecia ser a grande alavanca para a retoma do turismo em Portugal desapareceu ao fim de 22 dias. O Reino Unido anunciou ontem a exclusão de Portugal da “lista verde” dos destinos seguros a partir das 04h00 da próxima terça-feira e os efeitos não se fizeram esperar. Raul Martins, o presidente da Associação de Hotéis de Portugal confirmou ao DV que ontem já havia “cancelamentos de reservas em catadupa”, principalmente nas unidades do Algarve, onde “a situação é dramática. O nosso representante na região está a acompanhar a situação e diz que está a ser dramático”.

O responsável admite que esta decisão de Londres “vai afetar muito o turismo nacional, porque os britânicos são uma percentagem muito grande de turistas na região e nas próximas três semanas vamos ter perdas muito elevadas, em especial no Algarve. A perspetiva é muito má, voltámos agora, não à estaca zero, mas à estaca um”. Sobre o que pode acontecer daqui a três semanas, quando houver nova revisão da lista verde, Raul Martins sublinha que “se não fizermos nada, a situação pode não melhorar. Não fizemos tudo bem, as questões ligadas aos festejos do Sporting e do futebol não foram boas e as autoridades deviam ter tomado outras decisões. Mas se não fizermos nada nestas três semanas, não vamos melhorar”.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Related posts
PortugalSociedade

"Variante Delta está disseminada pelo país. É como parar o vento com os dedos"

PortugalSociedade

Portugal tem hoje o dobro dos casos ativos de Covid-19 que existiam há um ano

PortugalSociedade

Testes recomendados em casamentos e batizados, eventos desportivos e empresas

PolíticaPortugal

Marcelo diz que "presidente nunca é desautorizado pelo primeiro-ministro"

Assine nossa Newsletter