Novas prisões "humanas" adiadas para final da década - Plataforma Media

Novas prisões “humanas” adiadas para final da década

O “novo paradigma prisional”, anunciado em 2017, prevê cinco novas prisões: duas deveriam estar prontas até 2023. Mas a primeira a arrancar, em Ponta Delgada, nem projeto de arquitetura tem ainda, enquanto a atual penitenciária da cidade está a rebentar pelas costuras: foi preciso transferir reclusos por via aérea.

“Ainda hoje recebi a informação de que há 180 reclusos na prisão de Ponta Delgada e 50 a dormir nos corredores.”

É assim que Vítor Ilharco, da Associação Portuguesa de Apoio ao Recluso, reage quando lhe é perguntado o que sabe sobre os projetos das novas prisões anunciadas em julho de 2019, Ponta Delgada e Montijo, as quais, de acordo com o na altura comunicado, deveriam “estar prontas no quadro da legislatura seguinte” – ou seja, até 2023. E comenta: “Como nunca acreditei que isso fosse para a frente nunca me interessei.”

Leia mais em Diário de Notícias

Assine nossa Newsletter