"Questão do nuclear da Coreia do Norte é um problema-chave" - Plataforma Media

“Questão do nuclear da Coreia do Norte é um problema-chave”

A distância geográfica é demasiada, mas, historicamente, o primeiro ocidental a chegar à Coreia do Sul foi um português, em 1577. A ligação entre Lisboa e Seul parece quase natural e, neste ano, os dois países celebram 60 anos de relações diplomáticas. Em entrevista ao JN, o embaixador sul-coreano, Song Oh, falou dos laços que ligam as duas nações, mas também sobre várias temáticas que têm marcado a política internacional nos últimos anos.

Portugal e a Coreia do Sul celebram um marco importante. Como descreve a relação entre os dois países?

Celebrar este aniversário é celebrar a boa relação entre os dois países. O plano é envolver a diplomacia, para que ambos os povos se sintam mais próximos. A Coreia do Sul e Portugal mantêm uma relação amigável e de cooperação fundamentada pelas bases de uma democracia liberal. Sabemos que os países estão geograficamente muito distantes e, para superar essa barreira, criamos várias iniciativas para dinamizar a cultura sul-coreana em Portugal.

Leia mais em Jornal de Notícias

Assine nossa Newsletter