Senadores temem que ataque de Bolsonaro à China afete vacinação no Brasil

Senadores temem que ataque de Bolsonaro à China afete vacinação no Brasil

A comissão criada pelo Senado brasileiro para investigar a gestão do Governo na pandemia manifestou temor de que as insinuações contra a China feitas na quarta-feira pelo Presidente, Jair Bolsonaro, prejudiquem a aquisição de vacinas

O temor foi manifestado durante a sessão de quarta-feira da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), criada pelo Senado brasileiro para identificar possíveis falhas e omissões do Governo de Bolsonaro no combate ao novo coronavírus no Brasil, um dos países mais afetados em todo o mundo e que totaliza 414.399 mortos e 14,9 milhões de infeções.

Numa cerimónia pública na quarta-feira, em Brasília, Bolsonaro, sem citar explicitamente a China, insinuou que o novo coronavírus pode ter sido criado em laboratório para uma “guerra química”.

Os legisladores avaliaram que as declarações do líder da extrema-direita brasileira possam incomodar o país asiático e prejudicar a importação de matéria-prima necessária à fabricação no Brasil da vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, a mais utilizada até agora na campanha brasileira de imunização contra a doença.

“Acredito que a nossa situação de dependência de consumíveis (chineses) irá piorar com essa afirmação”, disse o presidente da CPI, senador Omar Aziz.

“Ele (Bolsonaro) chama de guerra química e nós estamos nas mãos dos chineses para importar o princípio ativo da vacina. Não produzimos esse princípio ativo no nosso país e não o produziremos tão rapidamente. Dependemos da Índia para alguns consumíveis e da China para outros. Este não é o momento para incomodar ninguém”, acrescentou Aziz.

Nas suas polémicas declarações, o chefe de Estado frisou que o SARS-CoV-2 é um vírus novo e que ninguém sabe se nasceu em laboratório.

 “É um vírus novo, ninguém sabe se nasceu em laboratório ou nasceu porque um ser humano ingeriu um animal inadequado. Mas está aí. Os militares sabem que é guerra química, bacteriológica e radiológica. Será que não estamos a enfrentar uma nova guerra?”, declarou Bolsonaro​​​​​​​.

O presidente brasileiro questionou também “qual o país” cujo PIB (Produto Interno Bruto) “mais cresceu” durante a pandemia.

Outros membros do Governo e até mesmo um dos filhos do Presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro, também já fizeram declarações insinuando que o novo coronavírus foi criado na China para atender aos seus interesses económicos.

Tais afirmações contradizem os estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS), que descartam que o vírus tenha sido fabricado em laboratório.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.230.058 mortos no mundo, resultantes de mais de 154,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Related posts
BrasilPolítica

Bolsonaro é o maior influenciador de cloroquina do mundo

BrasilPolítica

Bolsonaro diz temer relatório sacana de CPI da Covid que só investigue o governo federal

Assine nossa Newsletter