MPLA: Liberdade de imprensa contribui para a formação da consciência crítica - Plataforma Media

MPLA: Liberdade de imprensa contribui para a formação da consciência crítica

O Bureau Político do MPLA considerou esta segunda-feira (3), que a Liberdade de Imprensa é uma realidade cada vez mais evidente em Angola, contribuindo para a formação e valorização da consciência crítica dos cidadãos e para a dignificação da classe jornalística.

Na mensagem alusiva ao Dia Internacional da Liberdade de Imprensa, que hoje se assinala, o MPLA exorta a sociedade em particular a classe jornalística a trabalharem unidos e de modo abnegado para o reforço das liberdades de imprensa e de expressão, como vectores para a consolidação do Estado Democrático de Direito.

Neste ano, realça o comunicado, a efeméride é celebrada num contexto em que decorre um amplo processo de consulta pública em torno do pacote legislativo da Comunicação Social Angolana, visando a sua conformação ao contexto de transformações e exigências de âmbito social, político, económico e cultural, bem como estabelecer normas que ofereçam aos operadores da imprensa melhores condições para o exercício da profissão.

“O Bureau Político continua a considerar prioritário o acesso dos cidadãos a uma informação mais plural, rigorosa, isenta e credível, apelando à melhoria e diversificação de conteúdos jornalísticos que visem contribuir para o desenvolvimento educacional, cívico e cultural da população, sendo fundamental o papel dos jornalistas para o alcance deste pilar constitucionalmente consagrado em Angola”, sublinha o MPLA.

Leia mais em Jornal de Angola

Artigos relacionados
AngolaPolítica

MPLA propõe mulheres para Vice-Presidente e presidente do parlamento

MundoSociedade

Jornalista é morto durante manifestação no Haiti

Mundo

Fotojornalista Margarito Martínez é assassinado no México

ChinaPolítica

China e EUA comprometem-se a diminuir restrições sobre jornalistas

Assine nossa Newsletter