Aumento substancial de casos covid-19 em Angola endurece restrições - Plataforma Media

Aumento substancial de casos covid-19 em Angola endurece restrições

O Governo anunciou ontem, em Luanda, em conferência de imprensa, as novas regras de funcionamento para os serviços públicos, empresas públicas e privadas e actividades comerciais. Adão de Almeida explicou que as medidas resultam do “aumento substancial de casos de Covid-19” nas últimas semanas.

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República disse também que o crescimento registado coloca o país “numa posição similar ao ponto mais alto registado em Outubro de 2020”.Para além da obrigatoriedade de utilização da máscara facial em locais públicos, que será reforçada com uma maior fiscalização das forças de segurança e um au-mento das multas previstas (que vão agora de 15 a 20 mil kwanzas), os serviços públicos passam a funcionar com apenas 50 por cento da força de trabalho.

Já as empresas públicas e privadas podem reduzir o número de trabalhadores até aos 75 por cento da capacidade (estavam autorizadas a funcionar a 100 por cento).”Incentivamos os gestores a aplicar um regime de turnos ou a desenvolver modelos de teletrabalho para reduzir o número de trabalhadores em ambiente laboral”, disse o governante.O comércio de bens e serviços (lojas, cantinas, salões de beleza e similares) passam a encerrar às 20 horas, ao contrário do que estava previsto no Decreto Presidencial em vigor até ao dia de ontem. Os espaços podem funcionar até 75 por cento da capacidade.

Leia mais em Jornal de Angola

Assine nossa Newsletter