Clubes ingleses vão fazer três dias de 'apagão' nas redes sociais contra o racismo

Clubes ingleses vão fazer três dias de ‘apagão’ nas redes sociais contra o racismo

Os clubes de futebol ingleses farão um ‘apagão’ total nas redes sociais durante três dias no próximo fim de semana para protestar contra os insultos racistas a que os jogadores são submetidos nessas plataformas, anunciaram seus órgãos dirigentes neste sábado

Este apagão, no qual estarão envolvidos os clubes da Premier League, da segunda divisão e da Super League feminina, terá início na sexta-feira, dia 30 de abril, às 11h00 (horário de Brasília) e terminará na segunda-feira, dia 3 de maio, às 19:59 (Brasília). 

Esta ação ocorre “em resposta aos contínuos abusos discriminatórios recebidos na internet por jogadores e por muitas outras pessoas relacionadas ao futebol”, indicaram os responsáveis pelo futebol inglês em um comunicado conjunto.

Vários jogadores negros vestindo as camisas do Manchester United, como Anthony Martial e Marcus Rashford, assim como Reece James do Chelsea, foram alvos de insultos e ataques nas redes sociais desde o início do ano. 

No dia 11 de fevereiro, em uma carta aberta ao CEO do Twitter Jack Dorsey e ao dono do Facebook, Mark Zuckerberg, os responsáveis pelo futebol inglês pediram ação “por razões de simples decência humana”. 

Esta decisão se segue à que foi tomada pelo Rangers escocês e pelos clubes da Liga Inglesa de Futebol, Birmingham e Swansea, cujos jogadores Yan Dhanda, Ben Cabango e Jamal Lowe foram recentemente vítimas de insultos racistas na internet.

Related posts
DesportoPortugal

Sporting campeão: Ruben Amorim diz que época só podia terminar com sofrimento e golo de Paulinho

Portugal

Turismo de Portugal congratula-se com inclusão na “lista verde” do Reino Unido

DesportoPortugal

Sporting vence Rio Ave e fica a quatro pontos do 19.º título

DesportoPortugal

Futebol português é o primeiro a fixar parceria com a Weibo

Assine nossa Newsletter