Bolsonaro supera Dilma, e país fica sem Orçamento por maior período em 15 anos - Plataforma Media

Bolsonaro supera Dilma, e país fica sem Orçamento por maior período em 15 anos

Demora em sanção de texto para 2021 afetou medidas contra Covid e demandou debates sobre como liberar recursos.

As discussões sobre o Orçamento fizeram o governo Jair Bolsonaro (sem partido) passar a marca de 110 dias desde o começo de 2021 sem a sanção do texto. Isso corresponde a um recorde nos últimos 15 anos.

A demora na sanção do Orçamento afetou o lançamento de medidas ligadas ao combate à Covid-19 neste ano e também tem limitado a execução de despesas do governo, que tem precisado pensar em diferentes saídas legais para liberar recursos.

A espera pela sanção em 2021 ultrapassou a observada em 2015, durante o governo de Dilma Rousseff (PT). A petista assinou o texto em 20 de abril daquele ano.

Dilma registrava naquele exercício o segundo ano seguido de déficit nas contas públicas. Em meio ao aperto, governo e Congresso discutiam a destinação de recursos a itens como emendas parlamentares e fundo partidário.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
BrasilPolítica

Sem provas, Bolsonaro classifica mortos de Jacarezinho como traficantes que 'roubam e matam'

BrasilPolítica

Covid-19: Presidente do Brasil diz que teve sintomas de reinfeção recentemente

BrasilPolítica

Bolsonaro insiste em defesa de cloroquina e chama CPI da Covid de 'xaropada'

BrasilPolítica

Lula avança sobre aliados de Bolsonaro em articulações para eleições de 2022

Assine nossa Newsletter