Nem com a bazuca europeia Costa consegue bater Sócrates no investimento público - Plataforma Media

Nem com a bazuca europeia Costa consegue bater Sócrates no investimento público

Peso do investimento público fica-se pelos 3,6%, bem longe dos mais de 5% alcançados no tempo de Sócrates. Em três anos, Costa injeta 21,5 mil milhões de euros em investimentos do Estado. Antigo primeiro-ministro chegou a mais de 23 mil milhões entre 2008 e 2010. Depois teve de abandonar o poder.

Nos três anos que faltam até ao final desta legislatura (as eleições legislativas devem acontecer em setembro ou outubro de 2023), o governo de António Costa promete injetar na economia portuguesa mais de 21,5 mil milhões de euros em investimento público, revelam cálculos do Dinheiro Vivo com base em dados do novo Programa de Estabilidade (PE), como o crescimento nominal do produto interno bruto (PIB) e o peso do investimento público no PIB.

No entanto, à luz das séries históricas (as do Instituto Nacional de Estatística remontam a 1995), nem com a ajuda da bazuca europeia e dos subsídios a fundo perdido dos próximos anos, Costa vai conseguir bater o governo de José Sócrates no investimento público. Nem em valor, nem em rácio.

Em euros, José Sócrates bate tudo e todos. Nos seus últimos três anos do poder, até chegar a troika, o investimento público somou uns impressionantes 23,3 mil milhões de euros.

O rácio do investimento também bateu recordes nessa altura. Equivalia a 3,7% do PIB em 2008, subiu para 4,1% no ano seguinte e em 2010, registou o segundo maior valor da série do INE (5,3%). Esta marca só foi batida em 1997, pelo governo liderado por António Guterres, também do PS.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Related posts
EconomiaPolítica

PPR: Costa quer mais funcionários públicos e reforma das profissões reguladas

EconomiaPolítica

António Costa atrasa 10 anos pagamento de dívida herdada de Passos

PolíticaPortugal

José Sócrates saberá esta sexta-feira se vai a julgamento, seis anos após detenção

PolíticaPortugal

Costa diz que "berbicacho" com a AstraZeneca pode atrasar vacinação

Assine nossa Newsletter