Guiné-Bissau recebe vacinas Covax e expande vacinação às regiões

Guiné-Bissau recebe vacinas Covax e expande vacinação às regiões

A Guiné-Bissau recebeu 28.800 doses de vacinas contra o novo coronavírus no âmbito do mecanismo Covax, o que vai permitir expandir a vacinação às regiões do país, disse terça-feira a Alta Comissária para a Covid-19, Magda Robalo.

“A Guiné-Bissau começou o seu exercício de vacinação no dia 02 de abril e com esta entrega vamos poder expandir o esforço de vacinação às regiões e melhorar a nossa taxa de cobertura das pessoas de risco com a vacina que é eficaz e segura”, afirmou Magda Robalo.

Magda Robalo falava aos jornalistas no aeroporto internacional Osvaldo Vieira, momentos após a chegada de 28.800 das 120.000 doses de vacina Astrazeneca que deve receber no âmbito do Covax, mecanismo de distribuição universal e equitativa de vacinas contra a covid-19 cogerido pela Organização Mundial de Saúde.

“O povo guineense agradece a colaboração e solidariedade internacional para que de facto estas vacinas possam ter saído da Índia, onde foram produzidas, e chegado à Guiné-Bissau”, afirmou.

A Covax deve fornecer à Guiné-Bissau 20% das vacinas necessárias para cumprir o objetivo de cobertura de 70% população guineense.

“Nós também contamos com o apoio do Banco Mundial para comprar 15% e a Guiné-Bissau está a fazer o seu próprio esforço de investimento na aquisição de vacinas através do mecanismo da União Africana”, disse Magda Robalo.

O representante da OMS em Bissau, Jean Marie Kipela, disse que a chegada das vacinas vai permitir que a Guiné-Bissau continue a sua campanha de vacinação.

“Esta vacina que recebemos hoje é eficaz, segura, de qualidade, aprovada pela OMS para ser administrada à população”, afirmou Jean Marie Kipela, salientando que é uma “arma eficaz para combater a pandemia”.

O representante da OMS pediu a todas as pessoas “elegíveis” para tomarem a vacina para acabar com a pandemia na Guiné-Bissau.

Também presente na cerimónia esteve a embaixadora da União Europeia em Bissau, Sónia Neto, que salientou que a organização que representa e os seus Estados-membros têm dado um “enorme contributo” para o mecanismo Covax, “mostrando que a solidariedade internacional e a cooperação multilateral na luta contra a pandemia global é uma realidade”.

A União Europeia disponibilizou 2,2 mil milhões de euros, incluindo mil milhões de euros do seu orçamento, para a iniciativa Covax.

Na cerimónia de receção das vacinas estiveram também presentes os representantes do Fundo da ONU para Infância (Unicef) e Banco Mundial e os embaixadores de Portugal, Espanha e França.

A Guiné-Bissau segunda-feira mais 13 novos casos de covid-19 para um total acumulado de 3.693. Desde o início da pandemia no país já foram registadas 66 vítimas mortais.

Related posts
BrasilSociedade

Grandes cidades brasileiras ficam sem vacina para a segunda dose

SociedadeTimor-Leste

Primeiras dez mil doses de vacinas oferecidas pela Austrália chegam na quarta-feira a Timor

ChinaMundo

UE enfrenta “difamação” de vacinas orquestradas em Moscovo e Pequim

MundoSociedade

Uma dose de vacina anticovid reduz em quase 50% a transmissão em casa

Assine nossa Newsletter