ENI quer investir em Angola sete mil milhões de dólares até 2025 - Plataforma Media

ENI quer investir em Angola sete mil milhões de dólares até 2025

A empresa petrolífera italiana ENI vai fazer um investimento bruto em Angola, nos próximos quatro anos, de sete bilhões de dólares nas áreas de pesquisa, produção, refinação e em projecto de energia solar.

 A informação foi avançada ontem, em Luanda, à imprensa, pelo presidente executivo da ENI, Guido Brusco, no final de uma audiência que o Presidente da República, João Lourenço, concedeu ao presidente do Conselho de Administração da multinacional, Claudio Descalzi. “Acreditamos tratar-se de um investimento que vai gerar muitos postos de trabalho no país”, destacou.

Aquele alto funcionário da ENI, que falava na condição de porta-voz da delegação recebida no Palácio da Cidade Alta, acrescentou que a empresa já investiu, nos últimos três anos, no país, cerca de seis  mil milhões de dólares. Neste ano, prosseguiu, pretende trabalhar na província do Namibe, num projecto que visa substituir a produção de energia eléctrica feita a diesel para renovável, pelo facto de a primeira custar quatro vezes mais do que a segunda. A im-plementação destes projectos, disse, deve acontecer dentro de 12 meses. “Estará concluído entre Maio e Junho do próximo ano”, garantiu.

 Um outro projecto da petrolífera italiana, para o país, passa por treinar mais de 600 médicos nas províncias de Luanda e Cabinda. A formação vai decorrer  com recurso à Internet e será ministrada pelos melhores hospitais de Itália. Ainda no domínio social, disse que a multinacional tem desenvolvido muitos projectos, sobretudo na área agrícola, fornecimento de água potável e energia eléctrica nas províncias de Cabinda, Huíla e Namibe.

Leia mais em Jornal de Angola

Assine nossa Newsletter