China condena dois ex-funcionários do Estado à pena de morte por separatismo - Plataforma Media

China condena dois ex-funcionários do Estado à pena de morte por separatismo

As detenções fazem parte de uma campanha contra o que Pequim designa de “funcionários de duas caras”.

AChina condenou esta quarta-feira à pena de morte um ex-funcionário da educação e um ex-funcionário da justiça na região de Xinjiang, noroeste do país, com pena suspensa de dois anos, por acusações que incluem separatismo e corrupção.

Sattar Sawut, ex-funcionário da educação, e Shirzat Bawudun, ex -funcionário da justiça, são os mais recentes casos dos muitos burocratas de Xinjiang, quase todos membros da minoria étnica de origem muçulmana uigur, que foram condenados por porem em perigo a segurança nacional.

As detenções fazem parte de uma campanha contra o que Pequim designa de “funcionários de duas caras”, que procuram minar o domínio chinês na região a partir de dentro do sistema político.

Leia mais em TSF

Assine nossa Newsletter