Novo Macau defende liberdade de imprensa à porta da TDM

Novo Macau defende liberdade de imprensa à porta da TDM

Em favor da liberdade de imprensa, a Associação Novo Macau realizou esta tarde uma reunião à porta da sede da TDM. A manifestação juntou cerca de duas dezenas de pessoas, incluindo os deputados Sulu Sou, vice-presidente da Associação, e também Au Kam San.

Todos empunhavam cartazes onde se lia, em chinês e português, mensagens de apoio à liberdade de imprensa, como “não [à] censura de notícias” ou “respeite o profissionalismo do jornalismo”.

A Novo Macau entregou ainda uma carta dirigida à Comissão Executiva da TDM. O vice-presidente da associação, Rocky Chan, explicou aos jornalistas que pretendem uma reunião com a Comissão Executiva da emissora, “para confirmar se existe alguma instrução que viola a livre expressão de pontos de vista por parte dos jornalistas”.

Por outro lado, explicou Chan, a Novo Macau pretende “expressar as opiniões do público sobre a TDM nos últimos anos, em que tem havido autocensura e interferências de chefias para suprimrir a liberdade de imprensa dos jornalistas”.

O vice-presidente da Associação Novo Macau defendeu ainda a importância da liberdade de imprensa, que diz ser valorizada pela população: “A liberdade de imprensa não é apenas para os jornalistas, também é muito importante para a sociedade e os cidadãos, que devem preocupar-se e concentrar-se nesta questão. Se não tivermos liberdade de imprensa, qualquer problema ou opinião não podem ser expressos. Por vezes, se as pessoas tiverem problemas, elas pedem a atenção dos jornalistas, por isso, as pessoas de Macau entendem a importância do jornalismo e da liberdade de imprensa”.

Leia mais em TDM

Assine nossa Newsletter