Pandemia reforça vantagem de Costa sobre Rio na confiança para governar - Plataforma Media

Pandemia reforça vantagem de Costa sobre Rio na confiança para governar

Neste frente a frente trimestral, António Costa sobe na avaliação das políticas e da liderança. Rui Rio desce ligeiramente na avaliação e perde terreno na confiança para primeiro ministro.

A comparação entre António Costa (54%) e Rui Rio (18%) dá vantagem ao atual primeiro ministro, num trimestre em que houve o pico da pandemia, um país confinado e a grelha de partida para as autárquicas onde o PSD tenta marcar terreno.

Junto dos eleitores do PS, Costa reúne 92% de apoios para o cargo de primeiro-ministro e consegue também um bom desempenho (acima dos 70%), entre os votantes da esquerda. Já Rui Rio regista 60% de apoio junto dos social democratas e só ultrapassa Costa entre quem vota no PSD, Chega e na Iniciativa Liberal.

Numa avaliação do desempenho no último mês, António Costa recolhe 60% de notas positivas e 20% de negativas (ou seja, melhora em relação ao mês passado), enquanto Rui Rio embora suba ligeiramente na avaliação positiva (33%), ainda tem 34% de opiniões desfavoráveis.

No frente a frente trimestral entre os líderes dos dois maiores partidos, Costa também reforça a vantagem que tinha: 40% dizem gostar do líder do PS e das políticas que defende, contra os 22% que se opõem. No caso de Rui Rio o valor mais elevado surge pelo lado negativo: 35% não gostam do líder, nem das políticas, enquanto apenas 16% aprovam Rio em toda a linha. Entre os eleitores do PSD, apenas metade subscreve tanto o líder como as políticas.

Leia mais em TSF

Related posts
EconomiaPolítica

PPR: Costa quer mais funcionários públicos e reforma das profissões reguladas

EconomiaPolítica

António Costa atrasa 10 anos pagamento de dívida herdada de Passos

EconomiaPolítica

Nem com a bazuca europeia Costa consegue bater Sócrates no investimento público

PolíticaPortugal

Costa diz que "berbicacho" com a AstraZeneca pode atrasar vacinação

Assine nossa Newsletter