Japão pede a AIEA para rever o seu plano de despejar água no mar

Japão pede a AIEA para rever o seu plano de despejar água no mar

O Governo do Japão pediu à Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) para rever o seu plano para despejar gradualmente no mar água tratada, mas ainda radioactiva, da central nuclear destruída de Fukushima

O ministro da Indústria nipónico, Hiroshi Kajiyama, solicitou por videoconferência ao director-geral da AIEA, Rafael Grossi, que o organismo de controlo nuclear da ONU realize uma revisão científica do plano para eliminar a água e transmita a sua opinião à comunidade internacional, informou a agência noticiosa japonesa Kyodo.

O Governo japonês estuda há algum tempo a possibilidade de despejar no Oceano Pacífico a água usada para arrefecer os reatores da central nuclear, gravemente afectada por um terramoto e tsunami em 2011, mas ainda não tomou uma decisão e conta com forte oposição da indústria pesqueira e de países vizinhos como a Coreia do Sul e a China.

O Japão pediu à AIEA que confirme se o método e as instalações utilizadas para a eliminação da água cumprem os padrões de segurança da agência, verifique os dados da radiação à volta da central e divulgue as suas descobertas.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
Mundo

Ponto irreversível do aquecimento global pode já ter sido atingido

Mundo

Coreia do Sul cria refúgio para milhares de plantas silvestres

BrasilPolítica

EUA e Brasil comprometem-se com "parceria estratégica" e abordam metas ambientais

Mundo

ONU alerta que seca pode ser “a próxima pandemia”

Assine nossa Newsletter