Agência europeia admite avaliar vacina chinesa Sinopharm

Agência europeia admite avaliar vacina chinesa Sinopharm

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) disse ontem estar em discussões com o grupo farmacêutico estatal chinês Sinopharm sobre a vacina desenvolvida contra a covid-19, admitindo avaliar este fármaco para dar resposta às necessidades europeias e globais

“Há várias vacinas produzidas por farmacêuticas chinesas e estamos em discussões com um grupo que produz uma dessas vacinas, a Sinopharm, e esperamos ficar em posição de também avaliar essa vacina”, disse a directora executiva da EMA, Emer Cooke.

Intervindo numa audição por videoconferência na comissão de Saúde Pública do Parlamento Europeu, a responsável pelo regulador europeu notou serem “necessárias todas as vacinas eficazes e seguras possíveis para não só dar resposta às necessidades da população europeia, como ao nível mundial”.

Em causa está a chamada “análise contínua”, um instrumento regulador que a EMA utiliza para acelerar a avaliação de um medicamento promissor durante uma emergência de saúde pública, já que, ao rever os dados em tempo real à medida que estes ficam disponíveis, pode chegar mais cedo a um parecer final sobre a autorização de comercialização, quando esta der entrada.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
PolíticaPortugal

Portugueses são os europeus com uma imagem mais positiva da UE

SociedadeTimor-Leste

UE, Timor e ONG analisam integração de alterações climáticas no currículo escolar

ChinaEconomia

Acordo China-UE: A “validade” de um documento marcado por “tensões” geopolíticas

MundoSociedade

G7 e UE poderiam doar mais de 150 milhões de vacinas contra a covid-19 à Covax

Assine nossa Newsletter