Rússia lamenta recusa dos EUA a diálogo público entre Biden e Putin - Plataforma Media

Rússia lamenta recusa dos EUA a diálogo público entre Biden e Putin

 Rússia lamentou nesta segunda-feira (22) a recusa dos Estados Unidos a manter um diálogo público entre Vladimir Putin e Joe Biden, por iniciativa do presidente russo, após seu embate verbal da semana passada.

“É outra oportunidade perdida para romper a estagnação das relações russo-americanas que existe por culpa de Washington”, afirmou o ministério russo das Relações Exteriores em um comunicado.

Vladimir Putin propôs ao colega americano um encontro público por videoconferência para falar sobre vários temas. 

De acordo com a diplomacia russa, “a parte americana não apoiou a proposta” de Putin, que queria abordar “os problemas bilaterais que se acumulam e a questão da estabilidade estratégica”. 

O presidente russo apresentou a ideia na quinta-feira, após uma troca de declarações entre ambos, na qual Biden chamou Putin de “assassino” e este respondeu “aquele que diz é que é”. 

Após as declarações de Biden, Moscou chamou para consultas seu embaixador em Washington, Anatoli Antonov. 

O Kremlin também denunciou nesta segunda-feira a multiplicação de sanções contra a Rússia depois que Washington adotou novas medidas na semana passada.

“A determinação de anunciar sanções de nossos adversários, especialmente Estados Unidos, continua crescendo”, afirmou o porta-voz presidencial russo Dmitri Peskov em uma entrevista coletiva. 

Desde sua chegada à Casa Branca em janeiro, Biden mostra grande firmeza em relação ao Kremlin, em contraste com seu antecessor Donald Trump.

Artigos relacionados
ChinaMundo

Biden e presidente chinês vão conversar nas 'próximas semanas'

BrasilPolítica

Presidentes Bolsonaro e Biden fazem reunião bilateral nos EUA

Política

Joe Biden pede limitações sobre armas

Política

Kiev diz que Putin foi alvo de uma tentativa de atentado

Assine nossa Newsletter