Madeira exige que DGS corrija números que levam Europa a colocar ilha em risco máximo - Plataforma Media

Madeira exige que DGS corrija números que levam Europa a colocar ilha em risco máximo

Turismo pode sair muito prejudicado. Direção-Geral da Saúde responde que não pode fazer nada.

O Governo Regional da Madeira exige à Direção-Geral da Saúde (DGS) que corrija os dados que comunicou ao Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) e que levaram a região a ser considerada, erradamente, como estando em risco máximo de transmissão da Covid-19.

Ao contrário do resto país, no último mapa europeu de risco, a Madeira surge no patamar mais grave, acima das 500 infeções por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

É atribuída à região autónoma uma taxa de incidência de 617 casos, muito acima dos 115 do Continente e incomparavelmente mais do que os Açores, que se ficam pelos 37, colocando em causa, segundo o governo regional madeirense, a imagem do arquipélago, que até agora nunca tinha chegado a estes níveis de contágio.

O Governo Regional da Madeira garante que os números são “falsos” e “enganadores”, pois resultam de um atraso na receção de centenas de notificações feitas pela Madeira à DGS – como a própria DGS assinalou em vários boletins diários do início de março – e não deviam ter sido comunicados pela DGS ao ECDC.

Leia mais em TSF

Related posts
MundoPolítica

Parlamento Europeu aprova certificado covid-19

BrasilPolítica

Ministro brasileiro nega eficácia de fármacos defendidos por Bolsonaro

MundoSociedade

Hospital americano é processado por funcionários que não querem se vacinar

Lifestyle

Comer hidratos e alto teor de proteínas aumenta infeção por Covid-19, diz estudo

Assine nossa Newsletter