Pai de Meghan questiona acusações de racismo contra a monarquia britânica - Plataforma Media

Pai de Meghan questiona acusações de racismo contra a monarquia britânica

O pai de Meghan Markle questionou nesta terça-feira(9) as acusações de racismo feitas por sua filha e o príncipe Harry contra a monarquia britânica, dizendo que está “decepcionado” com a impactante entrevista que o casal deu à televisão americana. 

Meghan se distanciou de seu pai, Thomas Markle, antes de seu casamento com o neto da rainha Elizabeth II em 2018, ao qual ele, que mora no México, onde participou em uma polêmica sessão de fotos com paparazzi, não compareceu devido a problemas de saúde. 

A ex-atriz americana e seu marido, o sexto na linha de sucessão ao trono britânico, mudaram-se para a Califórnia em março de 2020, após deixarem suas funções na monarquia. 

Em uma entrevista explosiva para a estrela de televisão Oprah Winfrey, exibida no domingo, eles denunciaram a pressão dos tabloides britânicos e seu racismo, além da falta de compreensão da família real sobre sua situação. 

Também afirmaram também que um membro da família real – que não foi a rainha Elizabeth nem seu marido Philip – havia demonstrado “preocupação”” com a cor da pele do filho, já que a mãe de Meghan é negra. 

Thomas Markle, com quem a duquesa de Sussex não tem contato há anos, afirmou na televisão britânica nesta terça-feira que tratou-se de “apenas uma pergunta boba”. 

“Não acho que a família real britânica seja racista”, disse à ITV o ex-diretor de iluminação da televisão americana de 76 anos. 

Thomas Markle admitiu não conhecer nenhum membro da família real britânica, nem mesmo seu genro Harry e seu neto Archie, que tem quase dois anos. 

Meghan garantiu a Oprah que fez todo o possível para proteger seus pais da pressão da mídia e que se sentiu “traída” quando descobriu que Thomas estava alimentando a imprensa sensacionalista. 

“Estou muito desapontado. Peço desculpas por isso, ao menos 100 vezes”, disse Markle à ITV. “Lamento ter feito isso”, acrescentou. “Mas ninguém se preocupou em proteger nossos familiares quando éramos atacados pela imprensa todos os dias”. 

Apesar do distanciamento, ele garantiu que “ama” sua filha e que gostaria de vê-la novamente. 

Em fevereiro, Meghan ganhou um processo por invasão de privacidade contra o editor do jornal Mail on Sunday, que publicou trechos de uma carta direcionada a seu pai em agosto de 2018, na qual pedia que ele não aparecesse novamente na mídia.

Related posts
Lifestyle

Meghan Markle produzirá série da Netflix para inspirar meninas

Lifestyle

Saída de Harry e Meghan da família real vai dar lugar a filme

LifestylePolítica

Arcebispo de Canterbury nega ter casado Harry e Meghan antes da cerimónia oficial

Lifestyle

Após entrevista polémica, príncipe Carlos quer fazer as pazes com Harry

Assine nossa Newsletter