Rússia confirma que Navalny foi transferido para colónia penal - Plataforma Media

Rússia confirma que Navalny foi transferido para colónia penal

O opositor Alexei Navalny foi transferido para uma colônia penal, na qual deve cumprir a pena de dois anos e meio de detenção, anunciou nesta sexta-feira o diretor do Serviço Prisional Federal da Rússia.

“Ele foi transferido para o local onde deveria estar por decisão do tribunal”, declarou Alexander Kalashnikov, citado pelas agências de notícias russas, antes de afirmar que o opositor “não tem nenhuma ameaça a sua vida ou saúde”.

O opositor “cumprirá sua sentença em condições absolutamente normais”, disse Kalashinikov, antes de indicar que “o senhor Navalny, se desejar, participará das atividades de produção”.

Herança da União Soviética, a maioria das penas de prisão na Rússia são cumpridas em centros penitenciários às vezes afastados de tudo. Os detidos com frequência são obrigados a trabalhar em oficinas de costura ou de fabricação de móveis, por exemplo.

Um porta-voz da secretaria de penitenciárias russas FSIN explicou à AFP que não poderia revelar detalhes sobre o local de detenção de Navalny porque não tinha o direito de revelar dados pessoais sobre os detidos.

O advogado do opositor, Vadim Kobzev, afirmou à AFP que não estava a par da localização de seu cliente.

A justiça russa confirmou na semana passada o veredicto contra o opositor de 44 anos em um caso de fraude em 2014, que Navalny, vários países e ONGs consideram um processo político.

O ativista anticorrupção foi detido em 17 de janeiro ao retornar da Alemanha, onde permaneceu por cinco meses para recuperar-se de um envenenamento que atribui ao Kremlin, o que o governo russo nega.

Related posts
Futuro

Módulo científico Nauka acopla-se com sucesso à Estação Espacial Internacional

MundoPolítica

Biden acusa Rússia de querer interferir nas eleições de 2022 nos EUA

Mundo

Rússia testa míssil hipersónico com sucesso

MundoPolítica

Rússia e EUA têm "interesses comuns" em relação às mudanças climáticas, diz Putin

Assine nossa Newsletter