Confinamento. Governo tenta sacudir pressão para reabrir escolas - Plataforma Media

Confinamento. Governo tenta sacudir pressão para reabrir escolas

Os políticos e os técnicos voltaram a encontrar-se em mais uma reunião do Infarmed, a 16ª desde que a pandemia começou. O primeiro-ministro e a ministra da Saúde usam os números dos internados em cuidados intensivos para travar expectativas quanto às escolas

Na próxima quinta-feira o Parlamento vai renovar por mais quinze dias o estado de emergência (o que está em vigor terminará às 23.59 de 1 de março).

Presidente da República e o Governo já vão começando a preparar os novos decretos e a curiosidade vai-se centrando num único ponto: a reabertura das escolas.

O Executivo tenta, por todos os meios, argumentar que ainda é cedo. E assenta todo o seu argumentário num número: o das pessoas internadas em Unidades de Cuidados Intensivos. Pelo meio, vai-se recordando que o Presidente da República estabeleceu uma fasquia, neste índice, para desconfinar: 200 doentes internados. Ontem a DGS revelava que ainda são atualmente 627.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
EconomiaPortugal

Novo confinamento custa pelo menos 1000 milhões de euros a Portugal até final de março

ChinaHong Kong

Confinamento reforçado

China

Hong Kong vive primeiro confinamento, em um bairro por 48 horas

PolíticaPortugal

Farmácias, clínicas com urgências e funerárias são exceções aos novos horários

Assine nossa Newsletter